Na Sombra do Poder

Na Sombra do Poder: Farofada progressista

[Na Sombra do Poder: Farofada progressista]
13 de Maio de 2021 às 05:55 Por: Reprodução/Divulgação/Redes sociais Por: Editoria de Política

Capitão Gancho no Poder

Um empresário baiano conhecido como Capitão Gancho, por causa da sua semelhança física com o personagem do filme de Peter Pan, está sendo acusado de tentar uma mega operação na gestão municipal. O bonitão queria empurrar quase R$20 milhões em “produtos para prefeitura contratar em uma dispensa de licitação”. Ele foi descoberto a tempo de não executar seu mirabolante plano ou melhor, panos... só faltou-lhe  a perna de pau , pois na cara haja óleo de Peroba .

Corre aqui, Seagri!

Um certo empreiteiro faz piseiro no gabinete da Seagri cobrando uma dívida de trabalhos realizados no Parque de Exposição. Ele acelerou as cobranças depois das notícias da troca de comando da secretaria. O problema é que fizeram reforma na parte externa do prédio no CAB e dizem as más línguas que houve superfaturamento da obra. O caixa que tinha 1,9 milhão, hoje ainda deve ao empreiteiro. Recordar é viver: Existe um processo na Justiça de um ex-coordenador do PEAS que teria colocado uma bolada no bolso e comprou uma cobertura de luxo! Corre aqui, Auditoria Geral do Estado. A Superintendência de Agronegócios da Seagri quer te ver. 

Farofada progressista

Uma turminha de progressistas baianos quase foi expulsa de uma tradicional steakhouse soteropolitana. Tudo porque os rapazes estavam com isopor à mesa, gritaria exagerada, futebol e palavrões. Havia farofa espalhada pela mesa e até chegaram a ensaiar um pagodinho lá para as tantas. A clientela do restaurante, bastante seleta, se queixou ao gerente da galhofada armada durante a tarde de sexta-feira. Menos pessoal, menos...

Rolando os dados 

Um herdeiro político com trânsito no Governo e na Prefeitura vem apostando alto e rolando dados com seus amiguinhos em licitações e contratações um tanto não republicanas. O cacique da tribo dele já foi devidamente alertado e promete cortar os cabos dessa perigosa conexão. Alguns mais próximos a ele já o avisaram sobre uma possível Operação No Service.

Sobre lobos e lobinhos 

Um ex-integrante da gestão ACM Neto tentou desgarrar da matilha. A NSP explica: o rapaz tentou alguns voos “solos” e foi cancelado do núcleo do demista. Fontes afirmam que ele tinha grandes “obras em mente”, mas esquecera de combinar com os russos. Resultado: a cúpula Netista hoje tenta arrumar uma boquinha para o rapaz em algum lugar da gestão Reis, mas já foram avisados que a boca do lobo é muito grande para integrar a nova alcateia. 

Tchau, querido

O prefeito Bruno Reis já deu o ultimato ao cacique de uma tribo que navega em seu governo. Após cinco meses de gestão, os problemas e ineficácia na pasta do cidadão têm deixado o jovem gestor da cidade de cabelos brancos com a péssima atuação do rapaz. A turma já pensa em um novo nome com mais gás para o lugar do combalido e cansado secretário. Dentro do Tome de Souza alguns já começaram a entoar o famoso “Tchau querido”.  Será?

Rui sem base

Os deputados da base do governador Rui Costa fizeram cara de paisagem em meio às acusações do capitão Alden . Após o deputado estraçalhar Rui na rede social durante dois anos, na hora em que foi para cima da oposição, a resposta da bancada foi imediata, porém, os governistas esquivaram-se das respostas dos veículos de imprensa. Uma deputada estadual, militante antiga ligada ao governador, se opôs a comentar o assunto,  alegando não poder falar do gabinete vizinho.  

Solteiro? 

O burburinho no mitiê político é que o prefeito está solteiro. As lentes da NSP flagraram o jovem gestor sem o bambolê dourado no dedo esquerdo.  Fontes especulam que o rapaz está na pista de novo.

Pode escolher o sabor da pizza? 

O processo que pode levar até a cassação do mandato do deputado Alden inicia, de fato, hoje com a reunião da Mesa Diretora para discutir o caso. Mas, tal qual a CPI da Covid lá pelas bandas de Brasília, a conversa pelos quatro quantos é que pode acabar em pizza. Os ânimos exaltados dos deputados que foram alvo das acusações de Alden não se vê mais, porém, uma coisa é certa, caso nenhuma punição ocorra, vai ficar feio para os membros da oposição na Casa Legislativa. Motivo de chacota e piada!

Olhos revirados pela Pfizer

E o governador Rui Costa, que se dizia até voluntário para receber a Sputnik? Na primeira oportunidade que teve tomou foi a Pfizer. A emoção com a vacina foi tamanha que o correria revirou os olhos com a aplicação do imunizante. 

Maria Bonita

A ministra Damares Alves disse no ato de apoio à prefeita de Cachoeira, Eliana Gonzaga, que a Maria Bonita chegou pra resolver a situação. Contudo, vale destacar que se a gente for ao pé da letra e comparar ao caso de Maria Bonita, o fim dessa história, todo mundo já sabe, não fica legal não.

Estranha no ninho

Ainda sobre a visita da ministra Damares Alves em Cachoeira, na Bahia, o BNews observou que a secretária de Política para as Mulheres Julieta Palmeira estava uma estranha fora do ninho, visivelmente constrangida com determinadas declarações dadas pela ministra no evento. Vale lembrar, que só havia Julieta como membro do governo do estado no ato. Quase nenhum governista, a não ser os pepistas Niltinho e Mário Negromonte Júnior, que ficaram do lado de fora. Para além disso, nenhuma deputada federal foi lá dar apoio a à prefeita Eliana. Damares afastou todo mundo.

Senhora sem destino

Apesar de ser uma deputada atuante, o mundo político está curioso para saber o que aconteceu com a deputada Eronildes - Tia Eron - entre junho de 2016 e maio de 2021, quando disse ao BNews que não que não é mais senhora do próprio destino. Onde está a parlamentar "ninguém manda nessa nega", da emblemática sessão de cassação de Eduardo Cunha?

Lá e Cá

Apesar da briga entre Roma e Neto, o evento do Ministério da Cidadania semana passada contou com presença de integrantes do Palácio Thomé de Souza. A NSP flagrou membros da prefeitura um tanto quanto constrangidos com a reportagem do site, mas que queriam aproveitar e tirar selfies com o ministro.

Barrados no baile

Um capítulo totalmente à parte no evento ficou por conta da quantidade de pessoas barradas da prefeitura. Teve hora que a portaria embolou de tantos vetados do segundo e terceiro escalão.

Barracos no baile 

Com o clima tenso já por conta das rusgas entre Roma e Neto, a NSP também flagrou dois bate-bocas pra lá de acalorados entre um representante do Ministério da Cidadania e os integrantes da prefeitura barrados. Barracos dos brabos. As situações foram tão tensas que o volume das discussões quase chegou ao salão principal do evento. Que feio!

Uma noite na Vladimirsky Central

O senador Otto Alencar (PSD) seria um daqueles ativistas que não se importaria em passar uma noite na friorenta Vladimirsky Central, prisão de segurança máxima mais conhecida da Rússia. Motivo? Se fosse russo seria oposição a Vladmir Putin. A declaração do pessedista fora dada durante oitiva com o diretor presidente da Anvisa, Barra Torres, ao comentar sobre a vacina de Sputnik V e querer deixar claro que sua defesa pelas doses russa independe de qualquer relação que tenha com os Russo. "Nem conheço o Embaixador Russo. Se eu morasse na Rússia, eu seria opositor a Putin. Ele é um ditador. Eu gosto da democracia”, declarou e Omar Aziz comentou: “Vossa Excelência já teria sido preso…”. Otto respondeu: “Uma prisão por patriotismo não me causa nenhum dano”.

Veja vídeo:

 

 


A flexibilidade da CPI

O tom dos senadores, especialmente o do relator Renan Calheiros, na inquisição contra Fábio Wajngarten na CPI da Pandemia nesta quarta acabou exagerando na dose do enfrentamento. Esperava-se rigor parecido com os ex-ministros da Saúde, Mandetta e Teich, que foram protagonistas de filme traumático da pandemia em 2020. A flexibilidade do ânimo e das narrativas na Casa Alta do Congresso coloca a CPI num antecipado caminho eleitoral, que dá de ombros para o mérito da pauta.

Bombeiros com a mão na cabeça

Políticos baianos do grupo de oposição ao PT na Bahia trabalham nos bastidores para o ministro João Roma reestabelecer a relação com ACM Neto. Toda vez que descem à Brasília fazem romaria no gabinete do ministério da Cidadania. A leitura dos bombeiros é pragmática: os votos de Roma em eventual candidatura ao governo da Bahia sairiam de um eleitorado inclinado a votar em ACM Neto. A caravana bolsonarista também causaria impactos nas eleições de deputados. Tem muito presidente de partido com a mão na cabeça, antecipando contas e fazendo prognósticos. "Todo muito que tem juízo quer o fim dessa briga", narra um deles.

Sai Mourão e entra ACM Neto na vice em 2022

No mesmo dia em que Hamilton Mourão fez a óbvia profecia de que não estará ao lado de Bolsonaro na chapa de reeleição em 2022, Rodrigo Maia encaixou ACM Neto no posto de pretenso morador do Jaburu. Do jeito que veio, voltou! Neto esperneou e reafirmou que seu projeto é o Governo da Bahia e quer distância de Bolso.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar