Eleições

Sapeaçu: Prefeito interrompe obra da Embasa e acusa oposição de abuso de poder econômico

[Sapeaçu: Prefeito interrompe obra da Embasa e acusa oposição de abuso de poder econômico]
27 de Outubro de 2020 às 19:02 Por: Leitor BNews Por: Márcia Guimarães

A prefeitura de Sapeaçu interrompeu uma obra da Embasa que levaria água para 57 famílias que moram na localidade de Tanque da Cruz. Membros da comunidade reclamam da decisão do prefeito George Gois (DEM), que teria sido unilateral, e pedem a retomada da instalação da rede de abastecimento.

Em contato com o BNews, a Embasa informou que iniciou, na última quinta-feira (22), a obra após solicitação dos moradores de Tanque da Cruz e, no dia seguinte, o serviço foi interrompido a pedido da prefeitura. “A Embasa está buscando contato com a prefeitura para esclarecer eventuais questionamentos e viabilizar a continuidade da obra”, avisou a companhia.

O prefeito George Gois explicou ao BNews que a obra ‘tem caráter eleitoreiro’ e denunciou o caso ao Ministério Público Eleitoral. Além disso, alegou que a Embasa não avisou sobre a execução do serviço ou solicitou as licenças necessárias.

“Há oito meses, fizemos uma reunião com a comunidade de Tanque da Cruz e representantes locais para tratar sobre o projeto de levar água para a comunidade, que é abastecida há três anos por carros-pipa. Com a pandemia, só puderam continuar os convênios de emergência. Faltando apenas 20 dias para eleição municipal, me deparei com uma máquina que pertence ao irmão de um candidato a vice-prefeito, que é meu adversário, fazendo escavações sem o conhecimento da prefeitura. Isso é abuso de poder econômico”, detalha Gois. 

O democrata disse que a Embasa, orientada pela oposição, descarregou no local um caminhão com materiais e começou a abrir valetas, sem estudos de viabilidade ou de impacto ambiental. “Procurei o engenheiro da Embasa ou algum responsável pela obra, a fim de buscar a regularidade da intervenção, mas ninguém apareceu. Comuniquei o fato ao MPE para que tome as devidas providências. Se a Embasa apresentar todos os estudos, eu autorizo começar a obra, mesmo sabendo que estou sendo prejudicado eleitoralmente, pois quero o bem da população”, acrescentou.


 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar