Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Política

Defesa de Flávio Bolsonaro confessa que conversou com GSI sobre "investigação atípica"

[Defesa de Flávio Bolsonaro confessa que conversou com GSI sobre "investigação atípica"]
23 de Outubro de 2020 às 19:38 Por: Edilson Rodrigues/Agência Senado Por: Redação BNews

Os advogados do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) admitiram conversa com o Gabinete de Segurança Institucional (GSI) sobre a suspeita de que o filho do presidente da República teria sido alvo de uma investigação atípica por parte da Receita Federal.

A confissão foi feita à coluna de Guilherme Amado, da revista Época, nesta sexta-feira (23). Por meio de nota, a defesa justificou a consulta ao órgão do governo federal por se tratar de um "membro da família do Senhor Presidente da República", como mesmo definiram os advogados.

"A defesa do Senador Bolsonaro esclarece que levou ao conhecimento do GSI as suspeitas de irregularidades das informações constantes dos Relatórios de Investigação Fiscal lavradas em seu nome, já que diferiam, em muito, das características, do conteúdo e da forma dos mesmos Relatórios elaborados em outros casos, ressaltando-se, ainda, que o Relatórios anteriores do mesmo órgão não apontavam qualquer indício de atividade atípica por parte do Senador. Registre-se, finalmente, que o fato foi levado diretamente ao GSI por ter sido praticado contra membro da família do Senhor Presidente da República”, diz a nota enviada à coluna.

Mais cedo, a coluna da Época revelou que os advogados de Flávio levaram a Jair Bolsonaro (sem partido), Augusto Heleno, chefe do GSI, e Alexandre Ramagem, diretor da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), em 25 de agosto, uma denúncia que poderia anular o "caso Queiroz".

De acordo com a coluna, desde então, GSI, Abin, Receita Federal e Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) foram mobilizados para encontrar uma prova que sustente a suspeita.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso