Mundo

Bolívia amplia fechamento de fronteira com Brasil para evitar contágio com nova variante do vírus

[Bolívia amplia fechamento de fronteira com Brasil para evitar contágio com nova variante do vírus]
09 de Abril de 2021 às 19:08 Por: Pixabay Por: Redação BNews

A Bolívia ampliou por mais uma semana o fechamento de sua fronteira com o Brasil, que é o país mais prejudicado pelo cornavírus na América Latina. Assim, a intenção dessa decisão, divulgada nesta sexta-feira (9), é evitar o contágio e a disseminação da Covid-19, principalmente das novas variantes do vírus.

"Está decidida uma prorrogação, estendendo o fechamento da fronteira com o Brasil por sete dias", anunciou o vice-ministro de Comércio Exterior do Ministério das Relações Exteriores, Benjamin Blanco.

O governo boliviano fechou sua fronteira com o Brasil na semana passada e o presidente do país, Luis Arce, garantiu que uma quarentena seria aplicada às populações da fronteira boliviana onde tivesse "circulação de variantes" da Covid-19.

Esse prolongamento do fechamento da fronteira acontece "em virtude das análises e avaliações epidemiológicas feitas pelo Ministério da Saúde nas fronteiras" e dos dados que as autoridades brasileiras divulgaram sobre o comportamento do vírus, disse Blanco à TV-Unitel.

O Brasil tem 212 milhões de habitantes e contabilizou mais de 345 mil mortes por Covid-19 desde março de 2020, quando começou a pandemia. 

Variantes do coronavírus, possivelmente mais contagiosa, foram detectadas na região amazônica do Brasil e também em Belo Horizonte, o que deixou as cidades da fronteira boliviana em alerta.

O governo boliviano ainda não relatou nenhuma infecção com a nova variante no país. A Bolívia passou a exigir na semana passada que todos os estrangeiros fiquem isolados por 10 dias e tenham seguro médico para cobrir os custos caso cheguem a contrair a Covid-19.

Nos próximos dias será avaliado se a fronteira entre a Bolívia e o Brasil será mantida fechada por mais tempo, afirmou o vice-ministro Blanco.

A Bolívia registrou mais de 279.200 casos da doença e mais de 12.410 vidas perdidas desde o início da pandemia. O país tem com 11,5 milhões de habitantes.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar